Pular para o conteúdo principal

Postagens

Palavras Soltas

Se eu for analisar a fundo, eu nada perdi
O que apareceu por um tempo
Era algo pra preencher o momento
E hoje voa ao vento
Me deixa apenas o silêncio
Que não me incomoda
Pois me dá a paz que mereço
De saber que eram coisas
Que se acumulavam e tomavam espaço somente
Tenho agora o espaço livre
Para preencher com coisas
Que me valham a pena...
Lucia

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98
Postagens recentes

Música Do Coração

Em cada coração toca uma canção especial
Algo que toca a alma
Às vezes uma canção triste
Quando o coração está machucado e cansado
Às vezes uma canção alegre
Quando nasce o amanhã de esperança
A vida é composta por muitas músicas
Cada música é especial
Cada dia é orquestrado com perfeição
Sempre existirá uma música
Especial e somente sua
A música do coração que nos
Acompanha ao longo da vida
Na felicidade e na luta
Sempre estará presente
Para trazer conforto e paz
Ouça a música do coração
E com ela preencha o mundo com amor...
(Lucia)

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Destino A Solidão

Embora os dias estejam ensolarados
Em uma solidão inquieta
Os pássaros parecem voar
Ouço o sussurro no caminho
Daquele pedaço de grama
Onde caminhávamos
Que hoje está desgastado
Transformou-se em lama
Às vezes quando chove
Gosto do barulho da chuva
Caindo sobre o telhado
Se você estivesse aqui
E se sentasse comigo
Poderíamos compartilhar
Essa solidão reconfortante
Ouviria o barulho da chuva também
Hoje tudo parece frio
Mesmo sentindo o calor dos dias
Não é nada igual
De quando você esquentava minha alma
Mas quando fecho meus olhos
Pareço sentir o suspirar da respiração
Então não me sinto tão só
Eu esboço um sorriso
Bem devagar
Até tudo ficar claro
E você desaparecer...
Lucia

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Lua Em Flor

Eu morro de amor por você
O laço que nos liga
É uma corda inquebrável
Tudo que eu quero
É cantar...
Incandescente acima do céu das noites
Você irradia amor
Mesmo nas noites escuras
No céu nublado
Onde até as estrelas
Também se escondem
E eu não consigo encontrá-la
Mas ainda sei que está lá
Lua em flor...
(Lucia)

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

A beleza está nos olhos de quem vê

Sentir a beleza
No cheiro da flor
Nas árvores
No por do sol
Na pintura
Nos mares
No brilho do céu
Em todos os sentidos
A beleza que buscamos na vida
Ela nos olha
É encontrada dia após dia
Algumas coisas vão te levantar
Enquanto outras vão te derrubar
O que você vê, nem sempre
Será o que outros veem
Então não force sua opinião
Sobre os outros
Sobre nada
O que você não pode ver
É onde você deve procurar
A real beleza sempre vem de dentro
Não pode ser ensinada
Não pode ser comprada
Assim como as cores
Não são vistas
Com todos os olhos
Depende dos gostos e sentimentos
Todo mundo lê o mundo
De acordo com sua capacidade
De querer entender
Apenas a beleza morre da beleza
Se não tiver a beleza por dentro
Não a verá do simples nada
Nem mesmo com lentes de sol
A beleza está nos olhos de quem vê
Vê de dentro para fora...
(Lucia)

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Saudade

Escondida atrás dos sentimentos
Mantendo trancada a verdade
Mas há tanto a ser dito
Nas coisas que não digo
O tempo parece que veio e se foi
E não pode mais voltar
Talvez não queira mais me encontrar
A distância de um tempo perdido
Hoje tão esquecido e escondido
Posso ouvir a voz por dentro
Sussurrando paciente e sem fim
O real não desaparece
Não desaparece no passado
Continua aqui para sempre
E sempre é o caminho de volta
Para o que não posso deixar ir
Momentos, presenças, multidão
Sinto falta do que foi
E hoje parece não ser
Momento de aproveitar a vida
E tudo o que me pode trazer
Mente e coração vagueia
Despertando assim lembranças
E são nesses momentos
Que sinto falta de mim
Tanto quanto sinto falta de você...
(Lucia)

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Tola

Se eu for comparar o antes e o agora
Eu perguntaria:
Onde estão vocês?
O que aconteceu com todas as conversinhas?
Respondo:
Voaram com o vento...
Sempre fui do silêncio
Sempre fui de pouco falar
Até que quebraram o meu silêncio
E eu comecei a me expressar
Tola que sou e fui me fiz acreditar
Valeu a experiência
Na bagagem levo mais lições
Ouro dos tolos
Assim como fui e sou
Tola...!

Lucia Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Palavras Projetadas

A caneta sempre me surpreende
Chamou-me mais uma vez
Para borrar a tinta no papel
Com um único propósito
Trazer um sorriso para o seu rosto
A caneta é gentil e me orienta
Nos corredores longos e largos da mente
Para produzir incríveis e poderosas
Que podemos chamar de palavras
E minha mão me permitiu escrever
Um poema...
Muito me pergunto
Onde o mundo diz amar?
Não falo sobre amor romântico, a dois
Falo sobre o amor entre pessoas
Com abraços generosos
Você encheu meu coração de alegria
Me deu o seu tempo e atenção
Não só trouxe em mim emoções
De felicidade e alegria
Trouxe também amor como uma canção
São esses momentos que me fazem
Sentir gloriosa, viva...
O ouro puro e brilhante que é a amizade
Numa página desconhecida e desavisada
Projetada por Deus em você
E que eu agradeço...
Lucia

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

O Vento

Um dia de primavera 
o vento veio quando a janela estava aberta  e comecei a ouvir os sons das árvores.
Sons serenos, nascidos pelo vento, 
aprimorados pela inspiração dos pássaros a cantar  e assim foram se criando outros sons.
Encontrei-me sentindo esses sons naturais 
misturados com o efeito calmante da música.  O vento parecia ser o maestro dessa sinfonia  e, como a música, tem o poder de agitar o coração  e a mente, pude então sentir a vibração de minha alma... (Lucia)
Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

A Minha Viagem

Tem um texto que relata a viagem
Esse aqui é a minha versão
Da minha viagem...
O trem parou na estação
Eu subi e me sentei
Num banco qualquer
No vagão...
Outros também entraram
Sentaram-se noutros bancos
No mesmo vagão
Seguimos a viagem
Entre risos, lamentos e choros
Ao longo do trajeto
Alguns resolveram descer
Na estação seguinte
Outros mudaram de vagão
Alguns sumiram por encanto
Talvez fossem santos, anjos
Assim como outros
Subiram nesse mesmo vagão...
Eu continuo ali sentada
Entre ouvir sentimentos
Fiel na minha jornada
Onde do final não sei nada
Mas presumo ser a eternidade
A minha realidade...
Que seja feita a vontade...
Lucia

Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Floresce

Você não é o que lhe disseram ser
Você não é a soma das más experiências
Ou mesmo dos seus erros
Como uma semente dormida
Tudo o que você é
Tudo o que você passou e passa
Toda a incerteza
Enterra no profundo de sua alma
Espera até que o clima melhore
Sementes se enraízam
Fora da sua dor, aumenta a força do caule
Os medos produzem o botão
De uma nova confiança que se encontra
Em novas pétalas de amor e esperança
Dos conflitos cresce sua beleza interior
O que produz seu maior potencial
Como uma flor floresce na primavera
Você floresce mais do que você nunca
Sonhou que você poderia ser...

(Lucia)
Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98