Pular para o conteúdo principal

Helen Keller

Um breve resumo de Helen Keller. Costumamos nos queixar de coisas tão banais, essa mulher é um bom exemplo de que somos capazes, só nos basta ter vontade e determinação...

Nascida no Alabama, foi dos maiores exemplos de que as deficiências sensoriais não impedem a obtenção do sucesso. Helen Keller ficou cega e surda, ainda menina, devido a uma doença diagnosticada na época como febre cerebral (hoje acredita-se que tenha sido escarlatina). Superou todos os obstáculos, tornando-se uma das mais notáveis personalidades do nosso século. Tornou-se uma célebre escritora, filósofa e conferencista, uma personagem famosa pelo extenso trabalho que desenvolveu em favor das pessoas portadoras de deficiência.

Anne Sullivan foi sua professora, companheira e protetora. A história do encontro entre as duas é contada na peça The Miracle Worker, de William Gibson, que virou o filme O Milagre de Anne Sullivan.

O que você olharia se tivesse apenas três dias de visão?

Às vezes o meu coração anseia por ver tudo aquilo que só conheço pelo tato.

Se eu consigo tanto prazer com um simples toque, quanta beleza poderia ser revelada pela visão!

E imaginei o que mais gostaria de ver se pudesse enxergar, digamos, por apenas três dias. O primeiro dia seria muito ocupado.

Eu reuniria todos os meus amigos queridos e olharia seus rostos por muito tempo, imprimindo em minha mente as provas exteriores da beleza que existe dentro deles.Também fixaria os olhos no rosto de um bebê, para poder ter a visão da beleza ansiosa, inocente e gostaria de olhar nos olhos fiéis e confiantes de meus dois cães.

À tarde daria um longo passeio pela floresta, contagiando meus olhos com as belezas da natureza e rezaria pela glória de um pôr de sol colorido.

Creio que nessa noite não conseguiria dormir. No dia seguinte eu me levantaria ao amanhecer para assistir ao empolgante milagre da noite se transformando em dia.Contemplaria, assombrada, o magnífico panorama de luz com que o sol desperta a terra adormecida.

Como gostaria de ver o desfile do progresso do homem, visitaria os museus. Tentaria sondar a alma do homem por meio de sua arte.

Veria então o que conheci pelo tato.Todo o magnífico mundo da pintura me seria apresentado .A noite de meu segundo dia seria passada no teatro ou no cinema. No terceiro dia, a cidade seria meu destino.

Iria aos bairros pobres, às fábricas, aos parques onde as crianças brincam.

Viajaria pelo mundo visitando os bairros estrangeiros.

E meus olhos estariam sempre abertos tanto para as cenas de felicidade quanto para as de tristeza, de modo que eu pudesse descobrir como as pessoas vivem e trabalham, e compreendê-las melhor.

À meia-noite, uma escuridão permanente outra vez se cerraria sobre mim.

Claro, nesses três curtos dias eu não teria visto tudo que queria ver.

Só quando as trevas descessem de novo é que me daria conta do quanto eu deixara de apreciar. Usem seus olhos como se amanhã fossem perder a visão e o mesmo se aplica aos outros sentidos.

Ouçam a música das vozes, o canto dos pássaros, os possantes acordes de uma orquestra, como se amanhã fossem ficar surdos.

Toquem cada objeto como se amanhã perdessem o tato.

Sintam o perfume das flores, saboreiem cada bocado, como se amanhã não mais sentissem aromas nem gostos.

Usem ao máximo todos os sentidos.

Apreciem todas as variedades da beleza que o mundo lhes revela pelos vários meios de contato fornecidos pela natureza...

Portanto Vivam....Vivam....Vivam!!!

Helen Keller

“As melhores e mais belas coisas do mundo não podem ser vistas nem tocadas, mas o coração as sente”.

Helen Keller



Comentários

  1. Olá boa noite, conheço esta história e acho-a um exenplo de vida de uma pessoa que se recusou a render-se há adversidade, muuito bom post, uma excelente sexta para ti, bjs

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde anônimo. Pois é alguém que podia ver e de uma hora para outra, não pode mais, mas que não se rendeu a isso e com sofrimento e luta e também com alguém que acreditou que ela podia venceu a batalha. Não podemos nos queixar daquilo que temos e fazer aquilo que ela escreveu ao final de seu texto "Viver". Excelente sexta tb pra ti. Beijão.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Só quero ser sua amiga

O texto abaixo fui elaborado embaixo do chuveiro, como eu não tinha papel à prova de água e nem caneta, vou tentar passar todo ele, pode ser que escape alguma coisa, mas vale mesmo assim.

(Só quero ser sua amiga)
Eu não me aproximei de você, para saber se é feio (a), bonito (a), gordo (a), magro (a). Eu me aproximei de você porque quero ser sua amiga.
Eu não me aproximei de você para saber de sua vida íntima, profissional, social. Eu me aproximei de você porque quero ser sua amiga.  Eu não me aproximei de você para saber se é casado (a), separado (a), enrolado (a), ficante, tico-tico-no-fubá, para saber se posso ter um caso com você, porque não quero isso e nem tão pouco fuçar na sua vida, eu quero mesmo ser sua amiga.
Eu não me aproximei de você para querer saber seus dotes e o que você pode proporcionar de bens materiais. Eu me aproximei porque quero ser sua amiga.  Eu não me aproximei de você para querer saber seus erros, mas com certeza quero saber seus acertos e vibrar muito com eles, …

Templo dos Guerreiros

As ruínas do Templo dos Guerreiros tem enormes cabeças de serpentes esculpidas em pedra. Esse palácio possuía mil colunas de sustentação que davam à volta em todo o prédio. Por volta do ano 1200, Chichen Itzá entrou em guerra com outras duas cidades da civilização maia-tolteca: Uxmal e Mayapan.
Os habitantes de Chichén Itzá fugiram para o sul, e a cidade quase foi destruída. Quando os navegadores espanhois desembarcaram no México, no século 15, encontraram a cidade abandonada. O mato e a selva cobriam os templos sagrados. No começo do século 19, as ruínas da cidade foram recuperadas e os símbolos da civilização maia começaram a ser decifrados. Chac Mool é uma estátua em granito, localizada na plataforma Vênus do templo dos guerreiros de Chichén Itzá. (a estátua em primeiro plano).
Em cima da estátua, ao centro, os Maias realizavam os sacrifícios para os seus Deuses.
Em geral, esses sacrifícios eram feitos com crianças, raras vezes com mulheres.

Psoríase

Psoríase: o que é?
A psoríase é uma condição inflamatória crônica cutânea que afeta aproximadamente 1-3% da população mundial. Surge como placas vermelhas cobertas por escamas prateadas que se soltam da pele. As placas psoriásicas surgem muitas vezes nos cotovelos, couro cabeludo e joelhos, mas podem igualmente afetar outras partes do corpo como a face, os pés e as membranas mucosas. A psoríase não é contagiosa, nem é causada por uma alergia. No entanto, a tendência para desenvolver a condição pode ser geneticamente transmitida. A psoríase causa comichão em 60% a 70% dos casos.
A Psoríase: quando apareceu?
A psoríase existe há séculos. Prova disso mesmo são os sinais típicos da condição encontrados em corpos mumificados do início da Era Cristã. Sabe-se que foi confundida pela lepra durante centenas de anos, o que originou o isolamento de muitas pessoas na Idade Média.
No início do século XIX,Robert Willan, um médico inglês, foi o primeiro a descrever clinicamente a psoríase.
Os investigadores …