Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Nada pra mim

Eu percebo que começo a viver outra vez. Estava me sentindo com um nada, porém parece que vejo a luz no final do túnel.
Tive um final de semana maravilhoso, quando retornei tive surpresas em meu email.
Isso me fez sentir grande como ser humano que sou.
Me senti capaz, me senti amada, valorizada, só posso dizer meu "muito obrigada".
Ano passado eu " Quase acreditei que não era nada, ao me tratarem como nada".E na realidade sou exatamente do tamanho de todo ser humano.



O meu coração vai do sonho à verdade… sentir! querer! ter! viver! Contentar-me com tão pouco Desejar muito mais... Descoberta deste não querer querendo Pedir sem querer Implorar sem saber...

Não diga nada

Palavras
Palavras, são apenas palavras Jogadas ao vento Talvez seja o momento Quem sabe o meu tormento O que realmente eu lamento Nos caminhos que andamos Incertezas, sofrimentos, ausências Melhor que não se diga nada Deixa que o tempo siga Talvez eu encontre o caminho...

Pra ser amor

Bom meu último post no momento, temos imenda de feriado e estou indo ao encontro da vida, do respirar, e porque não do amor...
Este vídeo não coloquei no youtube, não tenho tempo no momento, quando eu retornar posso ver se farei isso...
Enganos

Sabia que desde o início estava indo ao encontro da dúvida, da incerteza, mais pagando pra ver Como um vento sussurrante! Mais de tanto querer encontrar, desta vez fui encontrada... Certas coisas não se explicam A alma entende e a boca se cala... Fiz tudo por você, pra você Não foi o suficiente, não era o que queria E só restaram os meus enganos Veio a desilusão Tornou-se decepção Já não crio e nem sonho Terminou...

Cuidando...

Imagem
Vou tentar colocar aqui um texto de última hora, algo que me surgiu de momento no pensamento e não quero perder...
Já pararam prá pensar que existe pessoas que ficam com um olho aberto e outro fechado? Como aquelas vizinhas que não tem o que fazer...
Escutou um barulho qualquer, pronto corre até o olho mágico...

Ah! Dona Maria vai lavar louça, cuidar da casa e de sua vida...

Tem também as pessoas cobras, ficam só na espreita prontas para dar o bote...

Essas eu dou um conselho, beba do seu próprio veneno...

Outras tem a capacidade de encostar o ouvido na parede para ouvir o que acontece no vizinho...

Ninguém merece tamanha hipocrisia...Gente cuidem de suas vidas, ou então se querem se sentir útil, ao invés de querer ouvir, cuidar da vida dos outros, o Rio de Janeiro, São Paulo, e outras regiões, pessoas passam por dificuldades, perderam suas casas, e consequentemente roupas, sapatos, comida...
Faça uma campanha em seu bairro, e ajude essas pessoas. Você também pode fazer uma visita a ela e dar…