Inverno


Quando tudo
O vento sopra
Silêncio e escuridão
Na estação onde tudo morre
Onde o céu mostra
O sofrimento que se sente
Os dias parecem longos
As noites escuras e escuras
Deu-me ao meu coração
Certa nostalgia
De um dia que me foi roubado
Onde você me acompanhou
Na poeira de neve
Apesar de que onde vivo
Nunca vi a neve cair
São invernos sem neve
Dias tem sido de sol
E as noites frias
Lembram-me você
Esse meu coração poeta
Parece sem alegria
De um destino que parecia meu
Agora sem folhas
Sem canções para aquecer
A solidão do inverno longo
E das noites frias...
(Lucia)
Direitos Autorais
Lei nº 9.610/98

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Só quero ser sua amiga

Você Me Levanta

Sergio Sá (Paul Bryan)