Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Destino

Imagem
Destino

Quem somos e para onde vamos neste alvorecer da vida
Que tem mergulhado velas no por do sol
Porque o destino já está escrito
Para nós em um lugar e tempo
O lúmen do céu aquece o eterno na memória
De momentos desenhados que consomem
Mesmo se o futuro é uma incógnita
Lucia

Sinais Da Alma

Imagem
Sinais Da Alma

Escrever pensamentos
Deslizando entre as palavras
Uma melodia no ar
O céu é um barco
Com velas apontadas para o infinito
Além das memórias até o mar de estrelas
De terras prometidas, terras da alma
Onde o novo é ilimitado
A vida, esta começa de novo
No fundo de seus olhos navega...

(Lucia)

Deixar ir

Imagem
Deixar ir

Deixar ir não quer dizer ignorar
Deixar ir é não permitir
Aprender com consequências naturais
Deixar ir é admitir a fraqueza
O resultado pode não estar em minhas mãos
Deixar ir não é mudar ou culpar o outro
Deixar ir não é para corrigir, é ser solidária
Deixar ir não é julgar
Mas permitir o espaço
O seu próprio destino
E assim enfrentar a realidade
Deixar ir não é negar é aceitar
Deixar ir não é falar mal, ou argumentar
Mas para procurar as minhas próprias falhas e corrigi-las
Deixar ir não é criticar e controlar ninguém
Mas para tentar tornar o que eu sonho real
Deixar ir e não lamentar o passado
Crescer e viver...Lucia

Promessas

Imagem
Promessas

As promessas são transformadas em esperança
Quando uma brisa acaricia a memória
E o tempo viaja para trás, nos barrancos do destino
É aí que se encontra algumas pedras no caminho
Alguns cacos de um suspiro fragmentado
Algum eco das páginas do céu
O romance da vida...
Desliza em um abraço que o mundo viveu
E, às vezes, perdido...
Mas uma fé, sem cortes e enraizada nos invade
E ainda nos apoia porque as promessas não têm maturidade
Assim um dia isso vai acontecer o que se imagina
Então assim como mágica...
Lucia

Palavras

Imagem
Palavras

Sonhos, montagem em um livro
Reuni-se morrendo em palavras
Asas de anjo esmagados
Recolhem as lágrimas...
Momento rebelde reuniu
Céu e as estrelas
Ao longo do tempo
Que brilha através dos poemas
Fantasias espalhadas
Recolhem dias, infelizmente
Mas tudo bem no papel
Que reunimos até nós...
(Lucia)

Devolve Minha Crença

Imagem
Devolve Minha Crença

Quanta tristeza eu tenho de ter
Que enche meus olhos
Com águas brilhantes
Os momentos por ver-te
Enche meu coração de memórias
Sem medos...
Que cegueira eu tenho de ter
Que escurece o céu
Esgota toda a energia
Dos começos dos dias
Que reivindicam o direito da compreensão
Sobre coisas não destinadas a ser
Que paciência eu tenho de ter
Que cansa meus anseios
Enquanto cresce no jardim
Rosas de todas as cores
Ligadas a teu nome
De novo e de novo
Que vinho nobre tenho de beber
Para o sonho infeliz terminar
Enchendo os meus olhos
Com sua bela imagem
Devolvendo a crença
Do cumprimento do amor eterno
Sempre e pra sempre...Lucia

Palavras Soltas

Imagem
Procuro meu melhor, não a perfeição.
Não quero superar ninguém, muito menos copiar.
Quero superar eu mesma, seja em qualquer plano da minha vida.
Não atropelo ninguém, e não me acho melhor que alguém
E ninguém é...
Cada um é cada um...
Não puxo o tapete de ninguém
Uns chegam ao topo, atropelando o que vê pela frente.
Mas a queda é tão pior e mais rápido
Outros com sua simplicidade sobem com a naturalidade e sem pressa, e ali permanecem.
Se quer ser melhor, que seja melhor consigo mesmo...(Lucia)

Não me subestime. Às vezes me faço de cego para enxergar mais longe. (Cazuza)

Leve-me Junto A Teu Coração

Imagem
Leve-me Junto A Teu Coração
Leve-me embora
Longe da noite
Longe do dia
Leve-me com você
Em seu coração e alma
Longe do calor
Longe do frio
Leve-me para o seu mundo
Onde eu possa me esconder
Assim eu não tenho que ver
Aqueles que mentiram
Leve-me para o céu
Leve-me pra bem longe
Leve-me em seus braços
Leve-me embora, da multidão
Para o silêncio...
Leve-me com você
Onde as lágrimas não caem
Leve-me com você
Sempre e para sempre
Junto a teu coração...(Lucia)

Jardim

Imagem
Em um jardim havia,
uma doce e bela flor,
ela era minha alegria,
uma joia de valor,

Todas as manhãs a via,
no alvorar do dia,
saudades dela sentia,
e beija la muito queria,

Em uma noite fria,
a fúria do vento despertou,
uma grande chuva caia,
e uma tempestade se formou,

Pela manhã em agonia,
meu voo ágil ficou,
o coração forte batia,
e a alma sentida despertou,

Ao me aproximar tremia,
com choros e agonia,
pois o jardim da minha alegria,
ali não mais existia,

Hoje no meu canto ha tristeza,
lágrimas de tanta dor,
pela correnteza foi levada,
a vida do meu grande amor,

Só tenho em mim a partida,
do amor que me deixou,
e em outros jardins encontro,
os frutos da minha bela flor...

Cecilia Sfalsin

Palavras Soltas

Imagem
Palavras Soltas

Tentei tocar o Sol
Abraçado por nuvens
O sol ainda estava longe
A pouca luz, acariciou meu cabelo
Descansou meu coração
Naquele instante senti o amor em mim
Brilhante e bonito
Ele cobriu minha alma
E eu cantei a alegria para o céu
Minha alma tocou o paraíso
A minha nuvem de esperança...(Lucia)

Palavras Minhas

Imagem
Palavras Minhas
(Lucia)

Desde criança,aprendi uma frase que diz:

“Um por todos e todos por um” do escritor francês Alexandre Dumas.

E assim era nas brincadeiras, nos passeios com os amigos (as).

Carreguei comigo essa frase durante os meus caminhos.

Mas esses caminhos foram me mostrando que não funciona exatamente assim...

Está mais para o Provérbio Português:

“Cada um por si e Deus por todos”

Reze para ser encontrado por uma exceção se, um dia, você precisar de ajuda...

Olhar Que Fala Ao Coração

Imagem
Olhar Que Fala Ao Coração
Então, em silêncio...
Eu posso falar ao meu coração
O que na vida
Estou destinada a suportar...
Sentindo perturbada com algo
Que não está certo...
Seja então coração o reflexo
Para os meus olhos
Aponte-me o caminho certo
Ajuda-me a ver e viver
Seja a minha mão
Leve-me para longe
Daquilo que me rodeia...(Lucia)